Festa Brega Night


O vivo Open Air Recife promoveu a festa Brega Night nesta noite de sábado. Os Djs Alana Marques e Lucas Logiovine botaram o som e quebraram tudo com o brega.


Noite de nostalgia e música brega no Vivo Open Air

Quando o diretor Robert Zemeckis fez o primeiro esboço do filme “De Volta Para o Futuro”, patient a maquina do tempo – que no filme funciona em um carro da marca DeLorean – seria uma geladeira. Foi recomendado alterar para não incentivar crianças a entrarem em seus respectivos eletrodomésticos de casa. Quem quer que tenha dado a sugestão, look jamais imaginaria que o potencial do filme – que mais tarde se transformou em ícone da cultura pop – seria de fato tão forte.

Em sua penúltima noite de programação, pills o Vivo Open Air atingiu direto na nostalgia especialmente de uma geração que cresceu e viveu nos meados da década de 1980. O público que, encantado pelo filme produzido por Steven Spielberg, acreditou que seria possível um dia viajar no tempo. E, no caso de Marty McFly, personagem central vivido por Michael J. Fox, matar uma curiosidade de 10 entre cada 10 adolescentes: descobrir como foi, realmente, a juventude de seus pais.

Projetado digitalmente no telão de 325m², envolto pela cidade do Recife, o filme conseguiu mais uma vez captar essa inocência tão fundamental ao gênero da ficção científica. Quem comprova é o estudante Marcelo Bastos, que assistiu ao filme pela primeira vez quando tinha 10 anos de idade. “Fazia muito tempo que não via e ele continua atual. Você sai querendo encontrar um DeLorean no estacionamento e já sair marcando uma data para a primeira viagem no tempo”, brincou.

Logo após a sessão lotada, o público seguiu direto para frente do palco, onde começava a festa Brega Naite. Encontro de dois grupos que movimentam a noite do Recife – a Golarrolê e a festa Sem Loção – encabeçado pelos DJs Allana Marques e Felipe Machado, seguraram o pique da dança até às 4h da manhã. O repertório foi desde os mais novos, como MC Sheldon, Ritmo Quente e Xeiro Verde, a clássicos do brega nacional. “A Sem Loção já tinha participado do evento em outras cidades”, lembrou a DJ Allana Marques, “então a gente conhecia as histórias, mas não fazia ideia que era assim. O evento tá incrível, tudo muito bonito mesmo”, elogiou.

A surpresa ficou pela presença da banda Cia. da Lapada. O grupo ficou famoso com o hit “Mainha, Painho”, cantado duas vezes, em um repertório certeiro dos sucessos da Companhia, ambas em coro por praticamente todo mundo que chegou junto do palco. Teve direito até a participação da MC Jurema Fox, personagem que é interpretada pelo ator Reyson Santos, da Trupe do Barulho. A Cia. levantou a bola e, após o show, os DJs voltaram para o saque certeiro com pancadão no volume inversamente proporcional a descida até o chão do público.

A programação especial do Vivo Open Air no Recife encerra neste domingo. Os portões abrem mais cedo, às 17h, para receber o público para uma sessão especial do filme Baile Perfumado. Com direção de Paulo Caldas e Lírio Ferreira, conta a história do jovem libanês Benjamin Abrahão, que parte para Juazeiro em plena décade de 1930 para realizar o sonho de filmar o cangaceiro Lampião e seu bando. Não é apenas uma história real. As imagens utilizadas no filme, registradas de fato pelo Benjamin, são o único registro em vídeo de Lampião.

Os ingressos para o Vivo Open Air podem ser comprados com antecedência nas lojas Esposende (Shopping Tacaruna e Shopping Recife), no Quiosque do Jornal do Commercio no Shopping Recife e, pela internet, no site Ingresso Rápido. Quem preferir, pode comprar também diretamente na bilheteria do evento, montada no Cais de Santa Rita, em frente a sede da Grande Recife Consórcio de Transportes.


Fotos 08/12

Concorra a ingressos, cadastre-se:



Se ligue nos tweets mais recentes.

carregando twitter